Ayira

Respostas

Play

Se inocente, cego surdo
Nada mais a acontecer
Por nada abro mão das coisas
Que eu conquistei
Por que a chama deve e vai
Continuar seu brilho pra iluminar
Ignorância dor e medo

Refrão:
Cansado de ver a mão
Que bate em minhas costas
Tentando esconder as respostas
Testemunha de um caso perdido
Orgulho ferido sem compreender

Sentidos, fúteis intenções
Desprezo, dor, contradições
Representantes nulos
Dependentes e sem razão
Reviravoltas na cabeça
Clamam por motivação
Mostrando rumos certos
Consequência em minhas mãos

(refrão)

Não me engano, é cedo
Tenho tempo vou tentar dizer
O que me aconteceu
Entreguei as minhas armas
E ao destino eu caminhei

Buscando compreender
Senti no peito
E o meio de mudar
Vencendo o medo

(refrão)