Banda Bipolar

Bipolar

Play

Eu me repudio quase todos os dias, por encontrar a sala sempre vazia.
Sou minha comida e minha ferida que não quer se cicatrizar.
E ao meu lado há compreensão, talvez a sola do seu padrão.
Que se pergunta onde está o belo? Se já nascemos velhos.

E onde está a minha sombra, já cansei de procurar.
Então abra a minha mente, me de licença pra voar.

E o meu juízo não é um juízo final, dividido entre o bem e o mau.
Quantas vezes vou ter que repetir que eu não sou poeta.
Agarrado em um cordão umbilical, claro que isso não é proposital.
Por passar sempre despercebido, mas nunca querendo me notar.

Deixa eu te dizer, que o transtorno bipolar.
Se aplica a mim e a você, isso é natural.
Deixa eu te dizer, que eu sou bipolar, mas eu não sou o da TV eu sou real.
Ah eu sou real
Eu sou.