Bardoefada

Ode ao Ciúme

Play

De minutos atrasado
Eu sei que há algo errado
Há tempo noto que tudo
Já não é como era antes

Atende telefone, sai do quarto
Eu sei que era ela
Combinando de se encontrar em alguns instantes

PONTE
Saiu de noite sozinho em qualquer lugar e eu com ácido por dentro
Carrego os cartuchos tu tá ferrado quando te encontrar

REFRÃO (2x)
Vou tirar pedaços
Posso até matar
Mas o que é meu, é meu, é meu
Jamais vai me deixar

Leio as mensagens do celular
E sei que vou achar algo
Eu ouvi quando chamou
E ele se apressou em desligar

Posso sentir na sua roupa
O cheiro da outra
Tem coisas que não se esconde,nem tente se esforçar

PONTE
Saiu bem devagar, pra jogar um bilhar e eu com a fúria de Gorgon
Afio as armas, já sei até onde vou te enterrar

REFRÃO (2x)
Vou tirar pedaços
Posso até matar
Mas o que é meu, é meu, é meu
Jamais vai me deixar