Bardoefada

Umbigo do Mundo

Play

Eu queria era ser gaúcho
E comer um churrasco gordo
Mas pra ser macho quenem lá no sul
Eu vou ter que nascer de novo

Vou seguindo nesse embalo
Vou sentindo o movimento
Do nordeste pra sp
Vou sentado num jumento

Engarrafado na marginal tietê
Cheirando esgoto e gás metano
Me imagino lá no sul do rio grande
cavalo sentindo o vento minuano

Mas eu sou daqui o que eu posso fazer
Eu vou fugir pro sul é lá que eu quero viver, e morrer

Eu queria era ser gaúcho
E comer um churrasco gordo
Mas pra ser macho quenem lá no sul
Eu vou ter que nascer de novo

Da europa vem as loiras
E da áfrica as morenas
E no rio grande é onde a mistura
É a mais bela do planeta

Eu encontrei uma garota linda, perfeita,
Era um caminhão de areia
Ela me disse que fugiu do sul
Porque lá ela se sentia feia

E eu to preso aqui o que eu posso fazer nesse momento
Eu vou largar o emprego e vou montar de novo no meu jumento

Eu queria era ser gaúcho
E comer um churrasco gordo
Mas pra ser macho quenem lá no sul
Eu vou ter que nascer de novo

Tem uma coisa que me encuca
E com isso não me contento
Como é que eu duro só cinco minutos
E os gaúchos duram todo aquele tempo

Uma vez eu conheci um gaúcho preto velho
A idade vinha muito pegando
Ele ficou com uma guria por oito horas
E ela saiu rastejando

Como pode um homem fazer sua mulher tão feliz
Quando um gaúchopassa por aqui a mulherada pede bis

Eu queria era ser gaúcho
E comer um churrasco gordo
Mas pra ser macho quenem lá no sul
Eu vou ter que nascer de novo

Mas depois do big ben
É que a coisa ficou grande
O mundo é uma extensão de terra
Em volta deste rio grande

Há quem dia que deus é gaúcho
Foi maragato ou foi ximango
Nessa terra que tem sol e neve
É pra lá que eu to me mandando

Se colocasse um gaúcho em uma nave espacial
Ele abriria uma churrascaria no espaço sideral

Eu queria era ser gaúcho
E comer um churrasco gordo
Mas pra ser macho quenem lá no sul
Eu vou ter que nascer de novo