Daniel Fernandes

Vale Verde

Play

Venho de terra distante onde o céu é mais azul
Sinto a estrela cintilante me, guiando para o sul
Bebi da água da fonte limpa e pura verdadeira
Vou transpor as cordilheiras seguindo ordens do coração
E ao chegar ao vale verde matarei a minha sede
Soltando as rédeas da emoção

Erguerei o meu ranchinho lá na boca da mata
Bem defronte a uma cascata ali vai ser o meu ninho
Cantarei na madrugada serei mais um passarinho
Livre, livre pra voar
Viverei num paraíso
Terei tudo que preciso para ser feliz