Daniel Gonzaga

Poeira

Play

Eu to trancado meio morto, meio vivo
num lugar que n?o ? meu
Feito um maluco esperando o para?so que Deus prometeu

?s vezes chove, ?s vezes racha o cr?nio
com o calor que faz aqui
E o mais estranho, sendo o mundo t?o grande
e eu n?o ter pra onde ir

Eu n?o nasci, foi consequ?ncia de uma vida
que meu pai n?o me escolheu, a culpa n?o ? minha
O sonho continua sendo meu amigo me diz:
O qu? que eu fa?o aqui?

Eu t? trancado meio torto, meio vivo
num lugar que j? morreu
Feito um maluco esperando o veredito de um j?ri ateu

?s vezes grito, ?s vezes cuspo seco no calor
?s vezes eu e o meu medo, rezamos juntos por conseguir
o direito de morrer mais cedo

? t?o dif?cil conseguir sobreviver sem um lugar ao sol
? t?o dif?cil conseguir sobreviver, com a boca presa ou n?o