Telmo de Lima Freitas

Defumando Ausências

Play

Busquei o teu riso claro,
Chamei por teu nome
Mil vezes em vão,
E muitos invernos
Ao pé do borralho,
Defumei ausências
No fogo de chão.

Gritei pela madrugada,
Lá fora nem rastro
De alguém pra escutar.
Um dia uma estrela
Cruzou a janela,
Me dando notícias
Que ias chegar.

Passei vassoura
Na sala do rancho,
Enxagüei a cuia
Pra te esperar
E quando viestes
Pra baixo do poncho,
Mil sonhos antigos
Comecei a cantar.

E desde essa feita
Não me reconheço,
Nem sei se mereço
Amar e sorrir.
Mi'a pilcha de gala
São os teus carinhos
Que abrem caminhos
Pra eu prosseguir.