Telmo de Lima Freitas

Gaudério e Meio

Play

Tanto vai tanto vem,
Que essa vida de gaudério não é boa pra ninguém.
Tanto vai tanto vem,
Que essa vida de gaudério a lo largo não contém.

Pra quem foi gaudério e meio
Apenas por comprazer
Vive lembrando dos pagos
Ate mesmo sem querer

Eu vivo ca na distancia
Do rincão onde nasci
Por isso não me pergunte
Por que cheguei ate aqui

Tanto vai tanto vem,
Que essa vida de gaudério não é boa pra ninguém.
Tanto vai tanto vem,
Que essa vida de gaudério a lo largo não contém.

Embora vivendo longe
Rezarei minha excelência
Para morrer a cabeça
Voltada pra a querência

De berço trago esse canto
Com cheiro de manancial
Se integra, mas não se entrega
Por meia dúzia de real

Tanto vai tanto vem,
Que essa vida de gaudério não é boa pra ninguém.
Tanto vai tanto vem,
Que essa vida de gaudério a lo largo não contém.

Quando entreteço por dentro
Meu pingo também gagueja
Misturo minhas tristezas
Num saltito de carqueja

E fico pronto pra outra
Por açonasso qualquer
Agora eu já tenho rancho
Pingo carinho e mulher